A alimentação é essencial para prevenir doenças, dar energia todos os dias e manter o nosso organismo saudável. Mas você sabia que saúde dos cabelos e alimentação estão interligadas?

Pois bem, o que você ingere também afeta as fibras capilares, então nada melhor do que ter conhecimento sobre esse assunto, não é mesmo? Leia este post até o final e descubra quais são os melhores alimentos para manter os cabelos saudáveis.

Relação entre a saúde dos cabelos e alimentação

Desfrutar de uma alimentação balanceada é imprescindível para ter uma boa qualidade de vida. O corpo, incluindo os cabelos, necessita de nutrientes para ficar sempre forte e saudável. A seguir, listamos as mais importantes para manter a saúde dos fios.

1. Proteínas

As fibras capilares são constituídas, majoritariamente, por queratina, um tipo de proteína. Desse modo, para o seu cabelo crescer mais rápido, com força e brilho, é preciso ter uma alimentação proteica. Confira alguns alimentos:

  • proteínas de origem animal: peixes, frango, carne vermelha, ovos;
  • proteínas vegetais: quinoa, feijão, grão-de-bico, lentilha, ervilha, soja;
  • iogurte natural desnatado e sem sabor: rico em proteínas e ácido pantotênico.

2. Vitaminas e minerais

Ferro

Responsável pela oxigenação do sangue, um organismo com um bom consumo de ferro tem o bulbo capilar saudável e os fios fortes. A ausência desse mineral provoca, dentre outras alterações, o ressecamento e o afinamento dos fios.

É encontrado na carne, nos vegetais verde-escuros e nas oleaginosas. As folhas, tais como couve, acelga, agrião e espinafre promovem a nutrição e o fortalecimento do couro cabeludo e dos fios.

Cabe apontar que o ferro de origem vegetal deve ser ingerido com vitamina C para ter uma melhor absorção desse mineral.

Zinco

A deficiência do zinco está relacionada ao enfraquecimento dos fios. Portanto, consuma alimentos com esse mineral, tais como:

  • oleaginosas e leguminosas: amendoim, amêndoa, castanha de caju, feijão, grão-de-bico;
  • chocolate amargo;
  • carne vermelha e frango;
  • frutos do mar, como camarão e ostra;
  • ovo (gema);
  • leite integral;
  • grãos integrais;
  • sementes de abóbora e linhaça.

Vitamina C

Tem ação antioxidante e deixa a pele e os cabelos com mais viço:

  • pimentão amarelo: muito rico em vitamina C, o ideal é consumi-lo cru para obter os seus benefícios; 
  • frutas: laranja, limão, kiwi, morango, manga, goiaba, acerola, caju;
  • vegetais: brócolis, couve.

Vitamina E

É um poderoso antioxidante encontrado em:

  • frutas secas, como ameixa;
  • frutas: abacate, mamão, uva;
  • óleos vegetais: azeite, girassol, milho, canola;
  • semente de girassol (melhora o fluxo de sangue do couro cabeludo);
  • oleaginosas: castanha, amendoim, amêndoa, nozes;
  • vegetais e folhas, como abóbora e acelga.

Vitamina A 

É importante para a renovação celular e para o crescimento capilar:

  • origem animal: óleo de peixe, fígado, gema de ovo;
  • origem vegetal: mamão, manga, cenoura, rúcula, espinafre.

As frutas e os vegetais com Vitamina A e que possuem betacaroteno, isto é, uma substância que deixa uma coloração amarelo-alaranjada no alimento, também são ótimos antioxidantes.

Vitaminas do complexo B

As vitaminas do complexo B são fundamentais para a produção e regulação da energia do ser humano, além de manterem os cabelos saudáveis e aumentar a imunidade do indivíduo. Podem ser encontradas em alimentos, como:

  • origem animal: peixes, fígado, salmão, ovos, leite e seus derivados;
  • levedura de cerveja, fermento natural;
  • castanhas;
  • cogumelos;
  • frutas secas;
  • abacate;
  • vegetais verdes;
  • grãos integrais; 
  • cereais enriquecidos.

A vitamina B7, conhecida como biotina, é relevante para a saúde capilar e da pele. É ela que auxilia na formação da queratina e, consequentemente, no fortalecimento do cabelo. 

Você pode encontrá-la em amêndoas, nozes, cereais, salmão, sardinha, cogumelo, leite, gema de ovo, dentre outros alimentos.

O ácido paraminobenzóico, conhecido como PABA, previne o envelhecimento do cabelo e a queda capilar. Ele pode ser encontrado em ovos, carne, leite e grãos, por exemplo.

O ácido pantotênico (B5) previne pontas duplas e a quebra dos fios. Ele está presente em alimentos como gérmen de trigo, levedura de cerveja, brócolis, batata-doce e tomate.

Selênio

O selênio é um mineral antioxidante e pode ser encontrado em:

  • frango;
  • ovo;
  • semente de girassol;
  • trigo;
  • arroz;
  • alho;
  • castanha do pará;
  • feijão.

Silício orgânico

Esse mineral previne o envelhecimento capilar e pode ser consumido por meio dos seguintes alimentos:

  • cereais integrais;
  • oleaginosas;
  • frutas: manga, banana, maçã, abacaxi, laranja;
  • legumes e vegetais: cebola, abóbora, beterraba, coentro, repolho, alface.

3. Boas fontes de gordura

Uma alimentação com gordura boa ajuda a manter a hidratação capilar:

  • coco: rico em potássio, vitaminas, gorduras boas e óleos essenciais;
  • abacate: rico em vitaminas C, E, A, K e do complexo B, além de minerais e gorduras boas;
  • alimentos com ômega 3 (possuem ação anti-inflamatória): peixes de água profunda (salmão, sardinha, atum), sementes de chia e linhaça, nozes.

4. Água

Por fim, a última dica é talvez a mais óbvia. Beber água é fundamental para manter o bom funcionamento do corpo e, em consequência disso, ter cabelos saudáveis. 

Benefícios de ter uma alimentação adequada 

É importante consultar um nutricionista para que você tenha uma dieta e uma suplementação adequada conforme as suas necessidades. 

Se você não consome nada de origem animal, não se preocupe, pois, como vimos, existem várias opções de fonte vegetal.

Além da relação entre a saúde dos cabelos e alimentação, escolher bem os alimentos que você consome também traz outras vantagens para o corpo todo, como:

  • unhas mais fortes;
  • pele mais bonita;
  • aumento da imunidade;
  • maior disposição física;
  • dentre outras.

Quais alimentos evitar?

Para saber ao certo quais alimentos consumir e quais evitar, é importante consultar um nutricionista.

Em geral, evite:

  • peixes contaminados com mercúrio, pois causam o afinamento dos fios e a queda do cabelo;
  • excesso de vitamina A, visto que possibilita a queda de cabelo;
  • consumo insuficiente de proteínas;
  • açúcar;
  • alimentos refinados e ultraprocessados;
  • bebidas alcoólicas;
  • frituras, pois estão ligadas ao excesso de produção de sebo, o que obstrui os poros capilares.

Conclusão

Você viu que a saúde dos cabelos e alimentação estão conectadas. Assim sendo, para evitar problemas capilares como caspa, ressecamento dos fios, queda de cabelo e excesso de sebo, é de suma importância ter uma alimentação equilibrada.

Além de ter cabelos bem cuidados e com vitalidade, com certeza a sua saúde física e mental será melhor.

O que achou dessas informações? Compartilhe nos comentários e fique de olho no nosso blog para receber mais conteúdos úteis.

Posts Recomendados